JOSÉ MARIA NEVES (1943–2002)
Biografia

Natural de São João Del Rei (MG), José Maria nasceu em 20 de Agosto de 1943. Filho de Margarida Alcoque Moreira Neves (professora primária) e Telêmaco Vitor Neves (bibliotecário da Biblioteca Municipal de São João Del Rei, violinista, compositor e mestre de capela) era o caçula de nove irmãos.

Sua formação musical iniciou-se em São João Del Rei, com sua irmã Maria Stella Neves Valle, no Conservatório Padre José Maria Xavier e com o seu pai, que entre o período de 1940 a 1950, foi regente da Orquestra Ribeiro Bastos. Teve como primeiro instrumento, o violino, que depois foi substituído pelo violão.

No período entre 1955 a 1963 foi estudar em Juiz de Fora (MG), na Escola Apostólica de São Domingos, onde atuou como coralista no coro dos Pequenos Cantores de São Domingos, e posteriormente chegou a atuar como preparador e regente. Em 1963 vai para o Convento dos Dominicanos em São Paulo, estudar filosofia, mas logo sua vocação musical o fez escolher partir para o Rio de Janeiro (RJ) e dedicar-se somente à música.

No Rio, ingressou em 1965 na Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) onde permaneceu apenas três semestres. Passou a estudar nos Seminários de Música Pró-Arte, instituição na qual estudou teoria e solfejo com Esther Scliar, e harmonia, contraponto, fuga e composição com o compositor Guerra Peixe.

Em 1968 passou a fazer parte do grupo docente do Instituto Villa-Lobos, hoje UNIRIO, como professor colaborador. E no ano seguinte, em 1969, José Maria partiu como bolsista do governo francês para Paris, onde permaneceu por 2 anos aperfeiçoando-se em composição, regência, regência coral e foi discípulo de Pierre Schaeffer em música eletroacústica no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris. Em 1971 concluiu mestrado e em 1976, o doutorado, os dois em Musicologia, na Universidade de Paris IV, sob orientação de Jacques Chailley e Luiz Heitor Corrêa de Azevedo.

Regressando ao Brasil José Maria, embora já docente no Rio (UNIRIO), envolveu-se em São João Del Rei, primeiramente como musicólogo e depois como regente. Dedicou-se à preservação e divulgação do fazer musical da região do Campo das Vertentes. Assumiu a regência da Orquestra Ribeiro Bastos, em 1977.

Para São João Del Rei, José Maria Neves e equipe, trouxeram na década de 70 dois Cursos Latino Americanos de Música Contemporânea – CLAMC – e intercâmbio com orquestras e músicos europeus.

Sob o financiamento da Fundação Roberto Marinho muitas iniciativas lideradas por José Maria Neves tiveram bom êxito, especialmente as viagens da Orquestra Ribeiro Bastos de norte a sul do país, para divulgação da música são-joanense. Ainda na década de 80 José Maria Neves e outros criaram a Editora Tacape, sediada em São João Del Rei. Funcionando em forma de cooperativa, e voltada aos Cursos de Música Latino-americana, tinha como objetivo documentar a música brasileira e latino-americana dos séculos XVIII e XIX, música folclórica e popular urbana, música de comunidades indígenas do Brasil e da América Latina e música contemporânea Latino americanas.

Foi presidente da ANPPOM por duas gestões: em 1995 a 1999 e eleito para Academia Brasileira de Música em 1992 ocupando a cadeira nº 12, cujo patrono é o Padre José Maria Xavier. Entre 2001 e 2002 (até seu falecimento) foi presidente da Academia Brasileira de Música. Em 1996, ingressou no Instituto Histórico-Geográfico Brasileiro, e em 1999 para o Pen Club do Brasil. Realizou pós-doutorados na Universidade do Texas em Austin, de 1994 a 1995, e na Universidade Nova de Lisboa, de 1999 a 2000.

Sua obra musicológica inclui cerca de 50 títulos, editados no Brasil e no exterior (livros, capítulos de livros, artigos e edições críticas de partituras).

Como compositor escreveu um extenso número de peças, entre as quais uma ópera incompleta (Tiradentes), trilhas sonoras para peças de teatro e inúmeras obras para instrumento e fita magnética, e eletroacústicas. O acervo quase que total das composições de José Maria, está disponibilizado no Centro de Referência Musicológica Professor José Maria Neves (CEREM), em São João Del Rei (MG) e o restante na Academia de Brasileira de Música.

Faleceu no Rio de Janeiro em 27 de Novembro de 2002, vítima de leucemia.

Referências Bibliográficas

http://www.dicionariompb.com.br/jose-maria-neves/biografia

http://www.abmusica.org.br/html/sucessor/sucessor12.html

http://www.anppom.com.br/opus/data/issues/archive/9/files/OPUS_9_Gandelman.pdf

NEVES, José Maria. Música contemporânea brasileira. Rio de Janeiro 1981, 2008, 2ª edição revista e ampliada por Salomea Gandelman. Contra Capa Livraria.

NEVES, José Maria. A Orquestra Ribeiro Bastos e a vida musical em São João del-Rei. Rio de Janeiro. O Globo. 1984.

NEVES, José Maria. Música Sacra Mineira. Catálogo de Obras. Funarte, Rio de
Janeiro, 1997.

SCALZO, Marília e FILHO, Celso Nucci. Uma história de amor à música: São João Del-Rei, Prados, Tiradentes. Fotografias de Eugênio Sávio. São Paulo: BEI Comunicação, 2012.

Obras


Obra Status do Acervo  
Duo Miniatura (1968)
Publicada
Missa de São Benedito (1965)
Não-Publicada
Quinteto N.01
Publicada

PORTUGUÊS ENGLISH ESPAÑOL